Como ajudar um Dependente Químico que não quer Ajuda

Como ajudar um Dependente Químico que não quer Ajuda

- abril 2, 2020

A grande maioria dos usuários de drogas não reconhece que está doente e precisa de tratamento. Diante disso, como ajudar um dependente químico que não quer ajuda?

Viver a dualidade frustrante de não querer mais usar entorpecentes mas, ao mesmo tempo, sentir que o corpo não consegue viver sem eles, é um desafio muito dolorido para o dependente químico. Diante disso, eles pode perder a noção da realidade e a capacidade de compreensão de que, de fato, demanda de tratamento.

Não é por mero acaso que muitas famílias se sentem atadas ao problema e perdem as esperanças de recuperação. Porém, mesmo que contra a vontade do paciente, é possível propor um plano de desintoxicação e reabilitação. Para tanto, há alternativas de internação involuntária e compulsória.

De qualquer forma, antes de partir para medidas extremas, é possível tentar convencer o usuário. Recomenda-se, no entanto, escolher momentos apropriados e em que ele está sóbrio para debater o assunto.

A seguir você confere algumas dicas básicas. Fique de olho e saiba como ajudar um dependente químico que não quer ajuda.

 

Dicas de como ajudar um dependente químico que não quer ajuda

 

1. Escolha o momento e o lugar adequados para conversar

O primeiro passo, sem sombra de dúvidas, é o diálogo. Para tanto, é fundamental escolher o melhor momento e um local calmo para conversar. Assim, cria-se um ambiente seguro e uma relação de proximidade com reais possibilidades de assertividade.

É preciso, ainda, se colocar no lugar do dependente químico. Qualquer pessoa está sujeita a tomar decisões errôneas mas sempre é tempo de se arrepender e mudar de rumo. Seja franco, transparente e não julgue, apenas procure elevar o nível de consciência dele e demonstre que você está disposto a ajuda-lo nesse momento difícil.

 

2. Use palavras de incentivo e apoio

De nada adianta apelar para xingamentos e palavras negativas. Muito menos aumentar o tom de voz. Isso está longe dos procedimento adequado de como ajudar um dependente químico que não quer ajuda.

Seja amigável e procure manter uma postura positiva. Seja amigo e pense antes de falar pois cada palavra faz toda a diferença na receptividade que o dependente terá as suas ideias. Evite ao máximo brigas e conflitos pois elas só alimentam o ciclo vicioso da dependência.

 

3. Estabeleça limites

É muito importante estabelecer limites e não se submeter a todas as vontades do usuário. O consumo de drogas faz com que ele use chantagens emocionais para conseguir o que quer, especialmente nas crises de abstinência.

Seja firme e deixe claro que as atitudes do indivíduo têm consequências sobre os relacionamentos interpessoais e familiares. Além disso, não ceda em pagar as despesas dele para alimentar o vício.

 

4. Procure ajuda médica

Muitas vezes, a maneira mais adequada de saber como ajudar um dependente químico que não quer ajuda é procurando suporte médico. O diagnóstico e o tratamento são feitos por uma equipe multidisciplinar que está habituada a lidar com esse tipo de situação.

Entre em contato com o Grupo Reconduzir e tire as suas dúvidas sobre a internação e metodologias de reabilitação. Aguardamos por você!

Compartilhe nas redes sociais