Como encaminhar um paciente para clínica de dependente químico

Como encaminhar um paciente para clínica de dependente químico

- junho 1, 2020

Há muitas dúvidas em relação a como encaminhar um paciente para clínica de dependente químico. O uso de drogas é um problema de saúde já no mundo todo e os danos da dependência acabam se estendendo até mesmo para os familiares e amigos na volta.

Muitas vezes, essa é uma situação muito grave e que demanda algum tipo de tratamento. Dessa forma, pode ser o caso de ter que recorrer a uma internação para evitar que a dependência química seja mais grave.

Existe tipos diferentes de internação e alguns procedimentos para conseguir encaminhar um paciente para a clínica. As suas principais diferenças são de acordo com a consciência do dependente de que necessita de ajuda, procurando melhorar o seu próprio quadro de saúde.

Caso esteja procurando mais informações sobre como encaminhar um paciente para clínica de dependente químico, essa é uma alternativa muito eficaz de conseguir lidar contra o abuso de drogas. É uma jornada complicada e que sem o acompanhamento profissional pode ser ainda mais difícil de ter resultados positivos.

Tipos de internação

Há alguns tipos de internação que podem ajudar a entender como encaminhar um paciente para clínica de dependente químico. A internação voluntária, involuntária e compulsória.

Nos casos mais extremos, o procedimento pode acabar envolvendo questões judiciais para conseguir fazer o ingresso do paciente, assim como a sua saída do tratamento de reabilitação.

A internação costuma ser uma das medidas mais agressivas para o dependente químicos. Costuma ser usada como último caso e utilizada quando o paciente não está conseguindo melhorar sozinho.

O ideal é que se busque a ajuda sozinho, procurando ele mesmo pela reabilitação e o tratamento em uma clínica. A internação é um momento de ruptura da sua rotina, o que pode piorar a sua dependência química quando ele não aceita o tratamento.

Mas, quando todas as alternativas já foram testadas e não conseguiram surtir o efeito desejado, a internação acaba sendo a melhor opção para conseguir afastar o dependente da droga. Isso acontece principalmente quando a família entende que ele está representando um risco para si mesmo, assim como para todos a sua volta.

Como oferecer ajuda?

É bem importante apoiar a pessoa que precisa desse tipo de tratamento, mostrando que ele realmente vai funcionar e que estará ao seu lado mesmo depois de sair da clínica, ajudando a evitar as recaídas.

O ideal é que o paciente não fique se sentindo reprimido ou julgado, se sentindo à vontade para voltar a pedir ajuda, caso seja necessário, mesmo depois do tratamento. Por isso, é muito importante quando o tratamento também se estende aos familiares e amigos, ensinando a lidar com o pós tratamento.

Dessa forma, faz parte da família conseguir entender como encaminhar um paciente para clínica de dependente químico, mostrando que é uma alternativa segura e que ele vai conseguir encontrar um tratamento para os seus vícios.

A Clínica Grupo Reconduzir conta com um espaço pensado para oferecer o maior conforto, com uma equipe de profissionais devidamente qualificada para que o paciente possa se recuperar.

Vote aqui

0
Compartilhe nas redes sociais