Como Funciona a Mente de um Dependente Químico

Como Funciona a Mente de um Dependente Químico

- março 23, 2020

Você conhece os sintomas que dominam o dia a dia de um viciado? Hoje vamos conversar sobre como funciona a mente de um dependente químico e qual é a melhor forma de recuperá-lo.

Considerar essas características é fundamental para demonstrar empatia e prestar auxílio para quem passa por tal dificuldade. Afinal, o vício é uma doença e, apesar de não ter cura definitiva, ela pode ser controlada.

Se você conhece alguém que tem problemas com drogas, álcool e entorpecentes, fique de olho nesse conteúdo que nós do Grupo Reconduzir preparamos com todo o carinho para os leitores do nosso blog. Esse é o primeiro passo para o diagnóstico e para a busca por um tratamento adequado contra o vício.

Sintoma #1: Perda de vínculos

Um viciado raramente aceita conselhos de alguém. Dependendo do nível em que a doença alcançou, ele deixa de se importar com o que as pessoas próximas e desconhecidos pensam a seu respeito. Não é à toa que muitos dos vínculos familiares e de amizade são simplesmente perdidos.

Sintoma #2: Irritabilidade

O que muitas pessoas têm dificuldade de aceitar na forma como funciona a mente de um dependente químico é a sua irritabilidade. Mas ela é intrínseca ao vício.
Motivos banais se tornam estopins para discussões, brigas sérias e até mesmo agressões físicas. O dependente acha que está sempre certo e que os demais é que estão enganados a seu respeito.

Sintoma #3: Inquietação

A fissura pela droga altera a maneira como funciona a mente de um dependente químico. Com isso, ele não consegue esconder a inquietação quando fica sem a substância alvo da sua compulsão, seja ela lícita ou ilícita.

É possível observar a criação das situações mais absurdas para que ele possa sair e obter o entorpecente novamente. Ele inclusive gasta tudo o que tem e até mesmo furta objetos da família para conseguir alimentar o vício, perdendo a noção das consequências.

Sintoma #4: Ansiedade

O dependente químico exige muito dos outros e de si mesmo. Com isso, tende a acumular sentimentos negativos e muita ansiedade. É muito comum observar a sua frustração e aflição dentre os sinais de Síndrome de Abstinência quando fica sem a droga, fazendo de tudo para recorrer a ela novamente.

Sintoma #5: Depressão

Outra característica básica de como funciona a mente de um dependente químico é a depressão. Afinal de contas, o uso de entorpecentes altera as sínteses químicas que ocorrem dentro do organismo e, com isso, há uma queda na produção de neurotransmissores ligados à sensação de bem estar.
Isso acontece quando há o consumo de drogas ilícitas, mas também com o álcool. É justamente por isso que são observados tremores nas mãos, náuseas e sudorese na desintoxicação.

Sintoma #6: Mania de perseguição

Devidos às tentativas frustradas de vencer a droga e ao ciclo vicioso no qual o dependente químico se encontra, é comum que ele desenvolva perturbações psíquicas. Dentre elas, a mania de perseguição e a paranoia.

Se você ou alguma pessoa próxima está passando pelas situações acima descritas, não hesite em procurar ajuda profissional. O Grupo Reconduzir está a sua espera!

Compartilhe nas redes sociais