Como Saber se a Clínica para Dependentes Químicos é Legalizada?

Como Saber se a Clínica para Dependentes Químicos é Legalizada?

- fevereiro 19, 2020

O uso abusivo de álcool e outras drogas é uma condição que precisa ser tratada com seriedade. Essa é uma doença que causa danos profundos na vida do próprio dependente e de seus familiares. Mas como saber se a clínica para dependentes químicos é legalizada?

Com a falta de leitos públicos para tratamentos de reabilitação, muitas pessoas se veem obrigadas a procurar por comunidades terapêuticas e outras instituições particulares para suprir essa demanda. Contudo, alguns cuidados são primordiais para evitar estabelecimentos de má fé que não estão regularizados e habilitados para oferecer a ajuda adequada.

É muito importante contar com o amparo de profissionais que realmente têm condições e a qualificação exigida para tratar de um problema tão complexo. Por isso, alguns passos precisam ser seguidos para identificar se a empresa atende aos preceitos da legislação.

Fique de olhos nos próximos itens e saiba como proceder e como saber se a clínica para dependentes químicos é legalizada.

 

1. Faça uma visita prévia

Antes de assinar qualquer contrato ou firmar uma parceria com uma clínica, é preciso saber se ela é confiável. Não conte somente com a capacidade de persuasão da empresa e procure ver com os seus próprios olhos como é o funcionamento do estabelecimento.

Aproveite essa oportunidade para conversar a respeito das técnicas utilizadas. Os programas de tratamento para uso abusivo de cada substância têm suas particularidades e as mesmas devem ser respeitadas.

O tratamento precisa considerar a gravidade do vício e contar com o acompanhamento ambulatorial de médicos, psicólogos, psiquiatras e outros especialistas em desintoxicação, sempre lembrando que a dependência é tanto física quanto psíquica e emocional.

 

2. Confira os documentos de licenciamento

Observe na instalação ou solicite a apresentação dos documentos que credenciam a instituição. Não há como saber se a clínica para dependentes químicos é legalizada se você não tiver acesso ao alvará e outras licenças emitidas pelo poder público e órgãos regulamentadores.

Também faça uma pesquisa online e verifique as exigências específicas da sua cidade ou estado. Uma clínica bem intencionada faz questão de mostrar que está em dia com a lei.

Outro cuidado é com as licenças individuais de profissionais que trabalham na instituição. Cada classe tem o seu registro em seus respectivos conselhos, como por exemplo os médicos no CRM – Conselho Regional de Medicina.

 

3. Analise os protocolos de tratamento

Outra forma eficaz utilizada por quem quer saber como saber se a clínica para dependentes químicos é legalizada é analisar os protocolos de tratamento aplicados pela empresa. Tome cuidado com abordagens radicais ou baseadas somente na fé.

Para a plena recuperação do paciente é preciso usar uma série de terapias, as quais incluem perspectivas espirituais mas não somente elas. Jamais esqueça que o alcoolismo e a dependência química são doenças físicas e psíquicas que precisam ser tratadas como tal com todo o respeito aos direitos humanos.

A clínica deve ter acompanhamento médico, terapias, espaço para exercícios físicos, atividades ocupacionais, alimentação saudável, condições de higiene e todas as características de um ambiente salubre.

Conheça o Grupo Clínica de Recuperação e agende uma visita!

Compartilhe nas redes sociais