O que são clínicas de recuperação de dependentes químicos?

O que são clínicas de recuperação de dependentes químicos?

- junho 21, 2020

As clínicas de recuperação de dependentes químicos, realmente estão fazendo parte na vida de muitas pessoas, isso porque são capazes de ajudar na recuperação dos adictos para que consigam serem reintegrados à sociedade.

Sabidamente o vício ataca qualquer pessoa, sendo que acaba destruindo muitas pessoas e famílias, fazendo com que muitos não consigam se recuperar por conta própria. É aí que entram as clínicas, elas são as responsáveis por ajudar na reabilitação e ressocialização dos adictos!

Saiba qual é o papel que as clínicas de recuperação de dependentes químicos desempenham

Entender qual é o papel que as clínicas de recuperação de dependentes químicos desempenham é muito importante. Sendo que essas clínicas nada mais são do que ambientes preparados estruturalmente para acolher um dependente químico.

Cada clínica acaba disponibilizando ainda um tratamento individualizado, esse mesmo é capaz de possibilitar que a pessoa consiga voltar a viver com mais saúde e bem longe das drogas.

Ademais, as clínicas especializadas em dependência química acabam por apresentar um renomado serviço de tratamento, acabam por seguir ainda as práticas mais modernas e terapêuticas destinadas aos pacientes, tudo através de uma equipe multidisciplinar.

É preciso lembrar que as clínicas de recuperação de dependentes químicos, geralmente estão situadas em locais bem estratégicos, possuem ainda o objetivo de garantir maior discrição, tranquilidade e paz aos pacientes.

Ademais, essas mesmas clínicas são capazes de oferecer acomodações e serviços de internações para que os pacientes consigam receber os cuidados necessários ao tratamento.

Isso acaba por garantir um tratamento eficaz, principalmente nos casos em que a dependência está em um grau avançado.

Formas de internações nas clínicas de recuperação de dependentes químicos

Claramente se esse adicto possui consciência de que está doente de fato, e possui vontade de buscar ajuda e se libertar dos vícios, então a internação pode ser realizada imediatamente através da internação voluntária.

Esse tipo de atitude acaba motivando e dando alegria para a família, pois demonstra que a pessoa reconhece a situação em que se encontra. Porém, sabemos que nem sempre é tão fácil quanto parece, na verdade, muitas pessoas não entendem que estão doentes e aí o processo é outros.

Caso o dependente químico não reconheça que evidentemente está doente, e nem mesmo demonstra vontade de sair dessa situação, então é o momento em que a família pode decidir por interná-lo mesmo contra a vontade.

Esse tipo de internação é mais conhecido como internação involuntária, sendo que a lei que dispõe sobre isso é a lei 10.216/2001, essa que dispõe sobre os direitos e a proteção das pessoas que possuem transtornos mentais.

A outra internação é conhecida como compulsória, sendo que para que ela venha acontecer o juiz deve então expedir uma ordem judicial de internação, sendo que a mesma independe da vontade do adicto.

É preciso lembrar ainda, que essa ordem judicial acaba representando a resposta de um juiz a uma solicitação feita por um médico, sendo que a mesma pode ou não ser solicitada pela família do adicto.

Para encontrar uma boa clínica é importante que a família procure por instituições mais completas, e que possuam equipes multidisciplinares para atendimento. Sempre lembrando de prestar atenção aos depoimentos de ex pacientes!

Vote aqui

0
Compartilhe nas redes sociais