Como ocorre a dependência química

Como ocorre a dependência química

- abril 29, 2020

Por muito tempo, a dependência química foi entendida como uma característica relacionada ao caráter das pessoas, pensando como se fosse algo de nascença. Depois começou a ser vista como uma doença, com abordagens sendo tratadas pela medicina. Com a evolução da psicologia, novas compreensões foram sendo abordadas.

Com a evolução dos estudos, é possível entender que a dependência química tem que ser observada a partir das questões psicológicas, biológicas e sociais do dependente, de maneira que esses aspectos têm influência na forma como tratamento tem que ser conduzido. Saiba mais sobre como acontece a dependência química:

Como acontece o vício?

Há diversos mecanismos que podem explicar como ocorre a dependência química. Uma visão que pode ser abordada é porque a droga proporciona um prazer imediato que é fruto de um esforço do indivíduo. Assim, o cérebro vai aprender que aquele é o melhor caminho para poder obter prazer, diminuindo para o dependente a importância das outras áreas da sua vida.

Se esse ato é repetido muitas vezes, a pessoa acaba perdendo uma boa parte da sua motivação e sua energia, onde costumava direcionar para os estudos, trabalho ou relações sociais, o que demonstra a evolução da dependência. Esse é um dos motivos pelo qual os especialistas dizem que qualquer droga causa prejuízos para o cérebro, pois oferece grandes prazeres que entram em conflito com outros momentos importantes das nossas vidas.

Podem ser identificados como sinais da dependência química a perda do interesse em fazer atividades que não sejam ligadas ao seu vício. Há também mudanças de comportamento com as pessoas mais próximas, com explosões de raiva, perda de interesse na relação ou hostilidade. Também podem apresentar falta de responsabilidades básicas ou no cumprimento de atividades no trabalho, com problemas na rotina e irritação com os colegas.

Apresentam também comportamento paranoico, pois podem achar que estão sendo perseguidos o tempo todo. Em relação ao aspecto físico, contam com sintomas de dores abdominais, vômitos, aumento do fígado, gastrite, diarreia. No aspecto mental, apresentam confusões mentais e perturbações, contando com aumento de acidentes e esquecimentos.

Tratamento da dependência química

A dependência química apresenta um quadro bem complexo, com diferentes tipos de dependência, onde pode ser difícil de diagnosticar e tratar sem a ajuda de profissionais. Por isso, quanto mais cedo o paciente se conscientizar que precisa de ajuda, vai ser melhor. O ideal é procurar por um local que ofereça o tratamento adequado.

As drogas também podem estar relacionadas entre si, assim, o paciente pode estar usando mais de uma droga. O que vai necessitar de um tratamento mais intensivo, procurando entender como foi o seu processo de desenvolvimento da dependência, e isso deve ser abordado com um profissional adequado.

O Grupo Clínica de Recuperação Reconduzir oferece um espaço adequado em tratar os diferentes tipos de dependência química, com profissionais que são especializados e de diversas áreas para poder contemplar um tratamento que seja multifacetado e completo. Dessa forma, ao perceber os primeiros sinais, é importante procurar o auxílio médico.

Compartilhe nas redes sociais